[bula] CIVTEST SUIS MHYO

HIPRA SAÚDE ANIMAL LTDA.

 Suíno

Fórmula:
Conteúdo do kit:
5 microplacas de 96 poços cada, divididas em tiras de 2x8 poços adsorvidas alternativamente com antígenos específicos (colunas ímpares; +) e genérico (colunas pares; -) de M. hyopneumoniae
2 frasco (100 mL) de solução de lavagem (10x)
1 frasco de solução diluente de amostras (3x) com corante verde
1 frasco (30 mL) de solução de conjugado (solução de MAb anti IgGs suínos/HRPO com corante vermelho.
1 frasco (30 mL) de solução de substrato (ABTS)
1 frasco (30 mL) de solução bloqueadora ácido oxálico
1 frasco (0,5 mL) de soro controle positivo


Indicações:
O CIVTEST SUIS MHYO trata-se de um ensaio imuno-enzimático indireto (ELISA). As colunas do kit são adsorvidas de forma alternada com o antígeno específico de M. hyopneumoniae (colunas ímpares; marcadas com “+”) e um antígeno genérico de Mycoplasma (colunas pares; marcadas com “-“). Para cada amostra devem ser utilizados dois poços contíguos; um correspondente a uma coluna ímpar (+) e outro correspondente a uma coluna par (-). Durante a incubação inicial das amostras positivas no poço, os anticorpos específicos de M. hyopneumoniae se unem ao antígeno absorvido ao poço ímpar (+) e aos genéricos do poço par (-). Depois se adiciona uma solução de conjugado que se une aos anticorpos suínos retidos em ambos os poços. Posteriormente, é lavado o excesso de conjugado que não ficou retido e é adicionado a cada poço um substrato cromogênico específico da peroxidase. Para ler o resultado do ensaio é necessário subtrair a absorbância do poço ímpar (+), da absorbância do poço par (-). O valor de absorbância será proporcional a quantidade de anticorpos específicos de M. hyopneumoniae presente em cada amostra.

Dosagem:
Preparo dos reagentes:
Solução de Lavagem (10x): Para reconstituir, adicionar 1 volume de Solução de Lavagem (10x) para 9 volumes de água deionizada ou destilada.
Solução Diluente de Amostras (3x): Para reconstituir, adicionar 1 volume de Solução Diluente de Amostras (3x) para 2 volumes de água deionizada ou destilada.
Preparo das amostras:
Tanto os controles positivos como o estante das amostras devem ser diluídos 1/40 em Solução Diluente de Amostras (diluída). Em todos os casos deve-se dispensar 50 μL desta diluição nos poços contíguos da placa de ELISA, um correspondente a uma coluna ímpar (+) e outro correspondente a uma coluna par (-).


Administração:
Em cada placa o teste deve incluir 2 posições para o Controle Positivo e uma posição para o Controle de Diluentes (poços + e – nos quais somente se dispensará Solução Diluente de Amostras diluída).
1. Remover o adesivo acima da placa e adicionar o Controle Positivo diluído, das amostras diluídas e do Diluente de Amostras diluído (Controle de Diluentes) aos poços correspondentes a placa de ELISA.
2. Cobrir a placa com uma tampa adesiva e incubar.
3. Retirar o adesivo e realizar 3 lavagens de cada poço com Solução de Lavagem diluída.
4. Adicionar a Solução de Conjugado a cada poço.
5. Cobrir a placa com uma tampa adesiva e incubar.
6. Retirar o adesivo e realizar 3 lavagens de cada poço com Solução de Lavagem diluída.
7. Dispensar em cada poço a Solução de Substrato.
8. Dispensar em cada poço a Solução de Bloqueio.
10. Ler a placa usando um leitor de ELISA.


Precauções:
Ler atentamente o manual de instruções. Estoque todos os reagentes entre 2 a 8ºC (não congelar). As placas não utilizadas entre 2ºC e 8ºC fechadas no envelope plástico com sílica-gel, pois a umidade pode danificar as placas. Mesmo que o antígeno tenha sido inativado durante o processo de fabricação, as placas com o antígeno adsorvido devem ser tratadas como uma fonte potencial de M. hyopneumoniae. Não expor a solução de substrato a luz intensa ou a agentes oxidantes. Não utilizar nenhum reagente com data de validade expirada e não misturar os reagentes de diferentes lotes de kits. Para manter a exatidão e precisão do teste é necessário efetuar cuidadosamente a pipetagem e lavagem durante todo o procedimento. Não pipetar os reagentes com a boca. Usar luvas durante todo o processo. A solução bloqueadora contem ácido orgânico que é tóxico e pode ser corrosivo, manusear com cuidado. Todos os materiais residuais devem ser apropriadamente descontaminados antes de serem eliminados. Kit para uso veterinário.

Apresentação:
Um kit é suficiente para um máximo de 225 testes.

Classe Terapêutica:
DIAGNÔSTICOS

Princípio(s) Ativo(s):
ANTÍGENOS, KITS DE DETECÇÃO E TESTES

Registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento:
Licenciado no MAPA sob nº. 8154 em 28/02/2002.

Responsável Técnico:
Claudio Chiminazzo - CRMV: RS 04137

Serviço de Atendimento ao Consumidor:
08006444501
Página inicial

Bulário Vet