[bula] COURO LIMPO PRATA V18 NOXON DO BRASIL QUIM FARM LTDA

Bovino

Fórmula:
Citronelal.............................................4,64 g
Óleo de Riccinus................................ 17,20 g
Cipermetrina........................................0,50 g
DDVP.................................................1,80 g
Sulfadiazina de Prata........................... 0,20 g
Alumínio Metálico............................... 5,00 g
Excipientes q.s.p............................. 100,00 g

Indicações:
COURO LIMPO PRATA V18 é indicado na profilaxia/prevenção e tratamento das bicheiras (miíases) causadas por larvas da mosca Cochliomyia hominivorax, em bovinos, nas lesões ocasionadas após um processo cirúrgico como castrações e descornas e nos ferimentos causados por cortes em arames, nos umbigos de bezerros e rachaduras de cascos. Possui também função repelente, a qual impede novos ataques de moscas causadoras de miíases às feridas já tratadas. Por ter características larvicidas possui um alto poder de cicatrização. Além disso, possui função antisséptica e hemostática em virtude da formação de uma película protetora formada com o uso diário do produto.

Dosagem:
A dose a ser utilizada deve ser aquela que consiga cobrir a totalidade da extensão da ferida e ao redor dela garantindo assim a penetração do produto.
A coloração prateada ajuda na identificação do animal tratado.
• Profilaxia/Prevenção: uma única aplicação.
• Tratamento: uma única vez ao dia, durante 7 dias.

Administração:
O produto encontra-se pronto para o uso.
O uso deve ser exclusivamente externo, tópico.
Agite bem o frasco antes de utilizá-lo.
O frasco deve ser posicionado a uma distância aproximada de 10 cm da ferida ou áreas com bicheiras.
Pressionar a válvula afim de que o produto seja expelido. Por possuir uma válvula multidirecional permite o tratamento de feridas de difícil acesso.

Precauções:

Produto inflamável: não jogar no fogo ou incinerador, não utilizar próximo a chamas e não perfurar a lata mesmo estando vazia.
Não guardar ou aplicar o produto junto de alimentos, bebidas, medicamentos, produtos de higiene ou domésticos.
Obedecer às dosagens recomendadas para o uso do produto.
Não utilizar o produto com prazo de validade vencido.
Não fumar, comer ou beber quando estiver trabalhando com o produto.
Após o trabalho com o produto, lavar bem as mãos e a parte exposta do corpo.
Não contaminar rios e outros cursos de água.
Se o produto atingir os olhos lavar com bastante água.
Proteger a pele e olhos utilizando para tanto de equipamentos de proteção individual, durante o manuseio e aplicação do produto.
Os frascos, após abertura, devem ser consumidos em até 360 dias.
Aplicar o produto a favor do vento para não atingir o operador.
A embalagem não deve ser reutilizada e deve ser descartada de forma segura e que não contamine o meio ambiente.
Manter fora do alcance das crianças e dos animais domésticos.
Conservar em local seco e fresco, ao abrigo da luz solar,fora do alcance de crianças e animais domésticos.
Deve ser mantido em sua embalagem original.
Não utilizar embalagens vazias.
Reações Adversas/Possíveis Efeitos Colaterais:
COURO LIMPO PRATA V18 quando utilizado nas dosagens
indicadas não provoca reações adversas.
Intoxicação e Superdosagem nos animais:
• Sintomas: defecação, micção frequente, vômito, lacrimejamento dos olhos, salivação, diarreia, fraqueza muscular, contração muscular e convulsões.
• Chamar o médico veterinário.
• No caso de intoxicação fazer tratamento sintomático.
• Tratamento: Atropina.
Interações Medicamentosas:
Inibidores da oxidase de função mista (ex. butóxido de piperonila) supre a hidrólise de piretrinas e piretróides, potencializando sua atividade.
Fármacos que ativam os receptores colinérgicos e relaxantes musculares periféricos devem ser evitados quando se fizer uso de organofosforados.
Os tranquilizantes fenotiazínicos aumentam a toxicidade dos organofosforados.
A succinilcolina e outros agentes bloqueadores neuromusculares podem potencializar os efeitos nicotínicos dos organofosforados.
Intoxicação no Homem:
Se ocorrer intoxicação acidental, proceder da seguinte maneira:
• Retirar as roupas contaminadas e lavar as partes atingidas do corpo, com água e sabão.
• Não ingerir substâncias gordurosas ou leite.
• Chamar o médico ou caso o paciente seja levado para alguma unidade de atendimento médico, leve a embalagem também.
Nome Comum: DDVP
Grupo Químico: Organofosforado
Ação Tóxica: Inibição da Colinesterase
Antídoto/Tratamento: Atropina e Tratamento Sintomático
Nome Comum: Cipermetrina
Grupo Químico: Piretróide
Ação Tóxica: Distúrbios sensoriais cutâneos, hipersensibilidade,
neurite periférica
Antídoto/Tratamento: Anti-histamínicos e Tratamento Sintomático
ATENÇÃO – OBEDECER AOS SEGUINTES PERÍODOS DE CARÊNCIA
BOVINOS:
ABATE – O ABATE DOS ANIMAIS TRATADOS SOMENTE DEVE SER REALIZADO 08 DIAS
APÓS A ÚLTIMA APLICAÇÃO.
LEITE – O LEITE DOS ANIMAIS TRATADOS COM ESTE PRODUTO NÃO DEVE SER DESTINADO AO
CONSUMO HUMANO ATÉ 16 DIAS APÓS A ÚLTIMA APLICAÇÃO DESTE PRODUTO.

A UTILIZAÇÃO DESTE PRODUTO EM CONDIÇÕES DIFERENTES DAS INDICADAS NESTE
RÓTULO- BULA PODE CAUSAR A PRESENÇA DE RESÍDUOS DO PRODUTO ACIMA DOS LIMITES
APROVADOS, TORNANDO O ALIMENTO DE ORIGEM ANIMAL IMPRÓPRIO PARA O CONSUMO.


Apresentação:
Embalagem metálica com dispositivo de aplicação tipo aerossol contendo 200 mL/130g e 500 mL/360g.

Classe Terapêutica:
OUTROS

Princípio(s) Ativo(s):
CIPERMETRINA
CITRONELA
SULFADIAZINA DE PRATA
DICLORVOS

Registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento:
9.985/2014 em 16/12/2014

Responsável Técnico:
Roberto Popolim - CRMV: CRF/SP: 40.577

Serviço de Atendimento ao Consumidor:
16 39519810
Página inicial

Bulário Vet