[bula] FORTECILIN PEQUENO PORTE LABORATÓRIO BIO-VET S/A

Bovino  Caninos  Caprinos  Eqüinos  Felinos  Ovinos  Suíno

Fórmula:
Cada frasco-ampola (4,17 g) contém:
Benzilpenicilina procaína ........... 1.800.000 UI
Benzilpenicilina potássica ............ 600.000 UI
Estreptomicina (sulfato) ................ 2.000 mg
DILUENTE
Àgua bidestilada estéril .................... 7 mL

Indicações:
É indicado no tratamento de infecções causadas por germes sensíveis à estreptomicina e às
benzilpenicilinas tais como:
BOVINOS, OVINOS E CAPRINOS: pneumonias (Mycoplasma spp, Haemophilus spp, Pasteurella spp); metrites (Escherichia coli, Streptococcus spp.); mastites (Enterobacter aerogenes, Corynebacterium pyogenes, Escherichia coli,
Mycoplasma spp., Pasteurella haemolytica, Staphylococcus aureus, Streptococcus agalactiae, Streptococcus
dysgalactiae, Streptococcus uberis); colibacilose (Escherichia coli); pasteureloses (Pasteurella spp.); difteria (Corynebacterium difteriae); actinomicose (Actinomyces bovis); gangrena gasosa (Clostridium spp.) carbúnculo
hemático (Bacillus anthracis); piobacilose (Staphylococcus aureus, Staphylococcus epidermis); dermatite infecciosa (Staphylococcus spp.); abcessos (Streptococcus spp., Staphylococcus spp.); frieiras (Sphaerophorus necrophorus);
queratites (Staphylococcus spp., Moraxella bovis); enterites (Salmonella spp., Escherichia coli); conjuntivite
(Staphylococcus spp., Moraxella bovis); nocardiose (Nocardia asteroides, Nocardia brasiliensis, Nocardia caviae);
estomatite e necrobacilose (Sphaerophorus necrophorus); listeriose (Listeria monocytogenes); enterotoxemia (Clostridium perfringens); carbúnculo sintomático (manqueira) (Clostridium chauvoei); edema maligno (Clostridium septicum); pneumonia enzoótica dos bezerros (Mycoplasma spp.); meningoencefalite tromboembólica dos bovinos (Haemophilus somnus); cistite e pielonefrite (Corynebacterium renale, Escherichia coli).
EQUINOS: pneumonias (Mycoplasma spp, Haemophilus spp, Pasteurella spp); metrites (Escherichia coli, Streptococcus spp.); mastites (Staphylococcus spp., Streptococcus spp.); colibacilose (Escherichia coli); adenite equina ou garrotilho (Streptococcus equi); peritonite (Salmonella spp., Streptococcus spp., Staphylococcus spp.); enterites (Salmonella spp., Moraxella bovis); dermatofitose (Dermatophilus congolensis); piobacilose (Staphylococcus aureus, Staphylococus epidermis); nocardiose (Nocardia asteroides, Nocardia brasiliensis, Nocardia caviae); conjuntivite (Staphylococcus spp.,
Moraxella bovis); dermatite infecciosa (Staphylococcus spp.); abcessos (Streptococcus spp., Staphylococcus spp.);
frieiras (Sphaerophorus necrophorus); queratites (Staphylococcus spp., Moraxella bovis); carbúnculo hemático (Bacillus
anthracis); gangrena gasosa (Clostridium spp.); tétano (Clostridium tetani); aborto contagioso das éguas (Salmonella abortus); infecções do tecido mole (Streptococcus spp.); pneumonia corinebacteriana dos potros (Corynebacterium equi); salmonelose (Salmonella spp.); endometrite (Streptococcus â hemolítico); broca dos cascos e podridão da ranilha (Sphaerophorus necrophorus).
SUÍNOS: pneumonias (Mycoplasma spp, Haemophilus spp, Pasteurella spp); metrites (Escherichia coli, Streptococcus spp.); mastites (Enterobacter aerogenes, Corynebacterium pyogenes, Escherichia coli, Mycoplasma spp., Pasteurella haemolytica, Staphylococcus aureus, Streptococcus agalactiae, Streptococcus dysgalactiae, Streptococcus uberis); colibacilose (Escherichia coli); peritonite (Salmonella spp., Streptococcus spp., Staphylococcus spp.); dermatofitose (Dermatophilus congolensis); conjuntivite (Staphylococcus spp., Moraxella bovis); leptospirose (Leptospira spp.); abscessos (Streptococcus spp., Staphylococcus spp.); frieiras (Sphaerophorus necrophorus); queratites (Staphylococcus spp., Moraxella bovis); enterites (Salmonella spp., Escherichia coli); nocardiose (Nocardia asteroides, Nocardia brasiliensis, Nocardia caviae); pneumonia enzoótica (Mycoplasma hyopneumoniae), carbúnculo hemático (Bacillus anthracis); listeriose (Listeria monocytogenes); artrite traumática (Streptococcus spp., Staphylococcus spp., Corynebacterium pyogenes, Escherichia coli, Pasteurella multocida); enterotoxemia (Clostridium perfringens); edema maligno (Clostridium septicum); erisipela (Erysipelothrix rhusiopathiae); pleuropneumonia suína (Actinobacillus pleuropneumoniae); enfermidade de Glazzer (Haemophilus suis, Haemophilus parasuis); infecções respiratórias (Pasteurella multocida); rinite atrófica (Bordetella bronchiseptica, Pasteurella multocida); rinite necrótica (Sphaerophorus necrophorus); e intervenções cirúrgicas em todas as espécies acompanhadas de processos inflamatórios agudos ou crônicos que acometem os tratos gastrintestinal, respiratório e genitourinário, pele, tecido
mole e articulações.
CANINOS E FELINOS: pneumonias (Mycoplasma spp, Haemophilus spp, Pasteurella spp); metrites (Escherichia coli, Streptococcus spp.); mastites (Enterobacter aerogenes, Corynebacterium pyogenes, Escherichia coli, Mycoplasma spp., Pasteurella haemolytica, Staphylococcus aureus, Streptococcus agalactiae, Streptococcus dysgalactiae, Streptococcus uberis); colibacilose (Escherichia coli); peritonite (Salmonella spp., Streptococcus spp., Staphylococcus spp.); queratites (Staphylococcus spp., Moraxella bovis); enterites (Salmonella spp., Escherichia coli); conjuntivite (Staphylococcus spp.,(Moraxella spp); leptospirose (Leptospira spp.); artrite traumática (Streptococcus spp., Staphylococcus spp., Corynebacterium pyogenes, Escherichia coli, Pasteurella multocida); infecções respiratórias (Pasteurella multocida); e intervenções cirúrgicas em todas as espécies acompanhadas de processos inflamatórios agudos ou crônicos que
acometem os tratos gastrintestinal, respiratório e genitourinário, pele, tecido mole e articulações.

Dosagem:
Bovinos, equinos, suínos, ovinos e caprinos: 11.000 a 22.000 UI/kg, 1 mL para cada 30 a 40 kg de peso, 1 vez ao dia, durante 3 a 5 dias. O tratamento deverá continuar por 48 horas após o desaparecimento dos sintomas. A dose poderá
ser alterada a critério do Médico Veterinário.

Caninos e felinos: 11.000 a 22.000 UI/kg, 1 a 2 mL em dose diária, durante 3 a 5 dias. O tratamento deverá continuar por 48 horas após o desaparecimento dos sintomas. As doses poderão ser alteradas a critério do Médico Veterinário.

AGITE ANTES DE USAR.

Administração:
Via intramuscular profunda. Recomendamos não injetar em um mesmo local, doses superiores a 10 mL. É aconselhável a preparação da suspensão no momento da aplicação, adicionando-se o conteúdo do diluente ao frasco-ampola que contém o pó, agitando-se até completa dissolução.

Precauções:
CONTRAINDICAÇÕES
Não aplicar o produto em animais com antecedentes alérgicos aos componentes da formulação.

PRECAUÇÕES
Em raras ocasiões podem ocorrer reações alérgicas de hipersensibilidade ao produto. Caso estas sejam verificadas, recomenda-se ministrar medicações adequadas como a epinefrina e anti-histamínicos.

CARÊNCIA
BOVINOS, OVINOS E CAPRINOS: ABATE - o abate dos animais tratados somente deve ser realizado 30 dias após a última aplicação.
LEITE - o leite dos animais tratados com este produto não deve ser destinado ao consumo humano até 72 horas após a última aplicação deste produto.
SUÍNOS E EQUINOS: o abate dos animais tratados somente deve ser realizado 30 dias após a última aplicação.

A UTILIZAÇÃO DO PRODUTO EM CONDIÇÕES DIFERENTES DAS INDICADAS NESTA BULA PODE CAUSAR A PRESENÇA DE RESÍDUOS
DO PRODUTO ACIMA DOS LIMITES APROVADOS, TORNANDO O ALIMENTO DE ORIGEM ANIMAL IMPRÓPRIO PARA O CONSUMO.

VENDA SOB PRESCRIÇÃO E APLICAÇÃO SOB ORIENTAÇÃO DE MÉDICO VETERINÁRIO.
CUIDADOS DE CONSERVAÇÃO
Conservar o produto à temperatura ambiente, entre 15 ºC e 30 ºC, em local seco e fresco,
ao abrigo da luz solar, fora do alcance de crianças e animais domésticos.

Apresentação:
Cartucho com 10 frascos-ampola acompanhados de 10 frascos de diluente estéril.

Classe Terapêutica:
OUTROS

Princípio(s) Ativo(s):
BENZILPENICILINA G PROCAÍNA
BENZILPENICILINA G POTASSICA
ESPECTINOMICINA

Registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento:
4.542/94 em 10/01/1994.

Responsável Técnico:
Dr. Antonio Roberto Alves Corrêa. - CRMV: CRMV/SP: 1.431

Serviço de Atendimento ao Consumidor:
0800556642
Página inicial

Bulário Vet