Vacina contra Cinomose, Adenovírus Tipo 2, Parainfluenza, Parvovírus, Coronavírus e Leptospira canicola-grippotyphosaicterohaemorrhagiae-pomona.
ZOETIS INDÚSTRIA DE PRODUTOS VETERINÁRIOS LTDA

 Caninos

Fórmula:

A fração liofilizada correspondente a 1 dose de 1 mL e é constituída dos vírus vivos atenuados com títulos mínimos por dose na data do vencimento de 102,5 DICT50 para Cinomose, 102,9 DICT50 para Adenovírus tipo 2, 105,0 DICT50 para o vírus da Parainfluenza Canina , 107,0 DICT50 para Parvovírus e de 600 UN (Unidade Nefelométrica) para cada uma das leptospiras (Leptospira canicola, L. grippotyphosa, L. icterohaemorrhagiae e L. pomona).
O diluente é uma preparação líquida de 1 dose de 1 mL da vacina de Coronavírus canino (CCV) inativado contendo um adjuvante e é usado para reidratar o componente liofilizado.

Indicações:

É indicada para vacinação de cães sadios de 6 semanas de idade ou mais velhos, como auxiliar na prevenção da cinomose canina causada pelo vírus da Cinomose canina (CD), da hepatite infecciosa canina (ICH) causada pelo Adenovírus canino Tipo 1 (CAV-1) de doença respiratória causada pelo Adenovírus canino Tipo 2 (CAV-2), da parainfluenza canina causada pelo vírus da Parainfluenza (CPI), da enterite causada pelo Coronavírus canino (CCV) e Parvovírus canino (CPV) e das leptospiroses causadas pela Leptospira canicola, L. grippotyphosa, L. icterohaemorrhagiae e L. pomona.

As culturas totais de células de Leptospira sofreram extensivas diálises resultando em antígenos purificados com reduzidas quantidades de materiais estranhos.

O vírus da fração Parvovírus canino (CPV) possui alto título infectante (>107,0 DICT50/dose) e foi atenuado por baixa passagem em linhagem celular de cães (35 passagens a partir do isolado canino, com no máximo 2 passagens adicionais permitidas para a produção), possuindo propriedades imunogênicas capazes de superar os anticorpos maternais interferentes nos níveis indicados abaixo.

Alguns filhotes no campo podem ter níveis mais altos de anticorpos maternos do que aqueles avaliados em nosso estudo crítico de eficácia.

Além da alta massa e baixa passagem, um estudo conduzido pela empresa demonstrou que a fração de Parvovírus canino (CPV) conferiu proteção cruzada contra CPV tipo 2c em filhotes vacinados e desafiados 5 semanas após a segunda vacinação.
Todos os vírus são propagados em cultivos celulares de linhagens estabelecidas.

Dosagem:
Reidratar assepticamente a vacina liofilizada com a vacina líquida, agitar bem e administrar  a dose de 1 mL por animal.

Administração:
Administrar por via subcutânea ou intramuscular.

Esquema de Vacinação:
É recomendada a vacinação de animais sadios.

Vacinação primária: Cães sadios com 6 semanas de idade ou mais velhos devem receber 3 doses com intervalos de 3 semanas entre cada administração.

Revacinação: É recomendada revacinação anual com dose única.

Outros esquemas de vacinação podem ser adotados a critério do Médico Veterinário, com base no estilo de vida do animal e o risco de exposição à doença.

Precauções:

Conservar entre 2°C e 8°C. Exposição prolongada a temperaturas mais altas e/ou luz solar direta pode afetar adversamente a potência. Não congelar.

Esterilizar seringas e agulhas a serem usadas para aplicar a vacina. Não esterilizar com produtos químicos porque traços de desinfetante podem inativar a vacina.

Incinerar o frasco e todo o conteúdo não utilizado.

Contém gentamicina como conservante.

Deve ser evitada a vacinação de cadelas prenhes.

No caso de anafilaxia, administrar epinefrina ou equivalente.

Este produto mostrou ser eficaz em animais sadios.

Uma resposta imune protetora pode não ser obtida caso os animais estiverem incubando uma doença infecciosa, estiverem mal nutridos ou parasitados, estressados devido a transporte ou condições ambientais, imunocomprometidos ou se a vacina não for administrada de acordo com as indicações de bula.

A vacinação deverá ser precedida de um minucioso exame clínico realizado por um Médico Veterinário.

O uso concomitante, ou nos dias que antecedem a vacinação, de antimicrobianos ou antiinflamatórios poderá interferir no desenvolvimento e manutenção da resposta imune após a vacinação.

Manter o produto fora do alcance de crianças e de animais domésticos.

Venda sob prescrição e aplicação sob orientação do Médico Veterinário.

Apresentação:
Caixa com 25 doses sendo que cada dose é composta por 1 frasco da fração liofilizada (vírus vivo modificado de Cinomose, Adenovírus tipo 2, Parainfluenza, Parvovírus e bacterinas de Leptospira canicola-grippotyphosa-icterohaemorrhagiaepomona) e 1 frasco da vacina líquida de Coronavírus inativado utilizada como diluente.

Classe Terapêutica:
VACINAS, CORANTES E DILUENTES (BIOLÓGICOS)

Princípio(s) Ativo(s):
VAC. CORONAVIROSE
VAC. CINOMOSE
VAC. ADENOVIROSE
VAC. LEPTOSPIROSE CANINA
VAC. PARAINFLUENZA
VAC. HEPATITE INFECCIOSA
VAC. PARVOVIROSE

Registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento:
9.316 em 14/06/2007

Responsável Técnico:
Renato Beneduzzi Ferreira - CRMV: SP Nº 1.695

Serviço de Atendimento ao Consumidor:
0800 011 1919

[bula] Vanguard Plus

Mata parasitas que vivem na pele ou no pelo

Mata as pulgas antes que produzam ovos

Controle de dermatite alérgica por picada de pulga (DAPP) ;

Possui ação rápida: fazendo efeito em 3 horas, mantendo-se por até 35 dias;

Combate também três tipos de sarnas: Sarcópticas, Demodécica e Otodécica;

Indicada para cães a partir de 8 semanas de idade e com acima de 1,3 Kg;

Pode ser utilizado em cachorros de portes e raças diferentes;

Sim, Simparic extermina carrapatos e pulgas instantaneamente e age além do período de tratamento mensal.

Simparic é eficaz contra 11 espécies de carrapatos

Após a administração do Simparic, a sua atividade contra pulgas dura, pelo menos, 5 semanas. O medicamento também pode ser utilizado como parte de uma estratégia de tratamento para o controle da dermatite alérgica por picada de pulga (uma reação alérgica às picadas de pulga). Contém a substância ativa sarolaner.

Modo de Usar: O Simparic está disponível sob a forma de comprimidos mastigáveis (5, 10, 20, 40, 80 e 120 mg) e só pode ser obtido mediante receita veterinária. É necessário utilizar o(s) comprimido(s) de dosagem adequada, de acordo com o peso do cão. Para o tratamento das infestações de pulgas, o Simparic deve ser administrado uma vez por mês durante a época de pulgas.

Para o tratamento da sarna sarcótica, o Simparic é administrado uma vez por mês, em dois meses consecutivos. Simparic é um comprimido mastigável, sendo altamente palatável, podendo ser administrado com ou sem alimentos. Sua fórmula age contra as pulgas resistentes, pode ser utilizado como parte do tratamento estratégico para controle de dermatite alérgica a picada de pulgas (DAPP).

[BULA] Antipulgas Zoetis Simparic

Fórmula:
Cada 1 g do produto contém:
Fluralaner .........................................................136,4 mg
Excipientes q.s.p. ....................................................1,0 g




Indicações:
Para o tratamento de infestações por carrapatos e pulgas, em cães, proporcionando 12 semanas de proteção. Esse produto veterinário é um inseticida e acaricida sistêmico com longa duração de ação que promove eficácia imediata e persistente por 12 semanas contra carrapatos (formas adultas e jovens de Ixodes ricinus, Ixodes hexagonus, Ixodes scapularis, Ixodes holocyclus, Dermacentor reticulatus, Dermacentor variabilis e Rhipicephalus sanguineus) e pulgas (Ctenocephalides felis e Ctenocephalides canis). Pulgas e carrapatos devem estar aderidos ao cão e iniciar a alimentação para serem expostos ao princípio ativo. O início da ação é dentro de 8 horas para pulgas e 12 horas para carrapatos.

O produto controla eficazmente as populações de pulgas no ambiente, nas áreas às quais o cão tem acesso. O produto pode ser utilizado como parte de uma estratégia de tratamento para a dermatite alérgica à picada de pulgas.




Dosagem:

BRAVECTO™ comprimidos mastigáveis deve ser administrado de acordo com a tabela a seguir (equivalente a 25-56 mg fluralaner/kg peso corporal dentro de cada faixa de peso).

Peso (kg) dos cães
Número e apresentação do comprimido a ser administrado
Bravecto 112,5 mg
Bravecto 250 mg
Bravecto 500 mg
Bravecto 1000 mg
Bravecto 1400 mg
2 – 4,5
1
>4,5 - 10
1
>10 - 20
1
>20 -40
1
>40 - 56
1
Para cães com mais de 56 kg, utilizar uma combinação de dois comprimidos que mais se aproxime do peso corporal.


Administração:
Comprimido mastigável para administração oral.

Precauções:•Manter o produto na embalagem original até sua utilização, a fim de evitar que crianças tenham acesso direto ao produto.
•Não comer, beber ou fumar enquanto manusear o produto.
•Lavar bem as mãos com água e sabão imediatamente após o uso do produto.
•Restos do produto ou embalagens vazias devem ser descartados de forma adequada, de acordo com as exigências locais. 

CONTRAINDICAÇÕES:

Não utilizar em caso conhecido de hipersensibilidade aos componentes do produto.
A segurança do produto não foi estabelecida em cães com menos de 8 semanas de idade ou com peso inferior a 2 Kg.
O produto não deve ser administrado em intervalos com menos de 8 semanas já que a segurança para intervalos mais curtos não foi testada.
O tratamento reduz o risco de transmissão de doenças causadas por carrapatos e pulgas devido ao rápido início da ação acaricida e inseticida. Os parasitos precisam iniciar a alimentação no cão para serem expostos ao fluralaner, portanto o risco de transmissão de doenças causadas por carrapatos e pulgas não pode ser excluída em condições desfavoráveis.
Fluralaner se liga às proteínas plasmáticas e pode competir com outros fármacos ligantes como anti-inflamatórios não esteroidais e o derivado de cumarina warfarin. Incubação de fluralaner na presença de carprofeno e warfarin no plasma de cães em concentrações máximas não reduziu a ligação às proteínas do fluralaner, carprofeno ou warfarin. Nos estudos clínicos, nenhuma interação entre o BRAVECTO™ comprimidos mastigáveis e produtos veterinários usados na rotina foram observados. 

EFEITOS COLATERAIS:
Casos raros (1,6%) de reações gastrointestinais leves ou transitórias como diarreia, vômito, inapetência, salivação relacionados à administração do produto foram observados nos estudos clínicos.


Apresentação:Cartuchos contendo 1, 2 ou 4 comprimidos mastigáveis de 112,5 mg (cães entre 2 e 4,5 Kg); 250 mg (cães entre 4,5 e 10 Kg); 500 mg (cães entre 10 e 20 Kg); 1000 mg (cães entre 20 e 40 Kg) ou 1400 mg (cães entre 40 e 56 Kg).


Classe Terapêutica:
ECTOPARASITICIDAS (ANTI-PARASITÁRIOS)

Princípio(s) Ativo(s): FLURALANER

Registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento:
9.818/2014

Responsável Técnico:
Dr. Leonardo B. R. Costa - CRMV-SP 15.790
Serviço de Atendimento ao Consumidor:
0800 70 70 512

[bula] BRAVECTO


 Bovino  Caninos  Caprinos  Eqüinos  Felinos  Ovinos  Suíno

Fórmula:
Sulfato de Atropina....................0,10 g

Água bi-destilada q.s.p...........10,00 ml

Indicações:
Anti-espamódico, indicado em contrações intestinais, uretrais e vesicais, estimulante cardíaco e respiratório, dilatador dos brônquios, intoxicações por organofosforados, antídoto da eserina, pilocarpina, morfina, aerocolina e clorofórmio.

Dosagem:
Bovinos e eqüinos adultos: 8 a 10 ml; Bovinos jovens: 3 a 5 ml; Ovinos, caprinos e suínos: 2 a 5 ml; Cães e gatos: 0,1 a 0,5 ml.

Administração:
Pode ser administrado por vias: intramuscular, subcutânea e endovenosa. As doses indicadas podem ser modificadas ou repetidas, segundo o médico veterinário. A via endovenosa deve ser utilizada unicamente sob orientação do médico veterinário.

Precauções:
Respeitadas as doses, vias de administração e espécies indicadas, não há contra-indicações

Apresentação:
Caixas contendo 5 ampolas de 5 ml, frasco de 10 ml e 50 ml.

Classe Terapêutica:
HIDRATAÇÃO, ESTIMULANTE E MEDICAÇÃO SUPORTE

Princípio(s) Ativo(s):

Registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento:
1502

Responsável Técnico:
Dra Dayane Vilela - CRMV: CRF-PR 20171

Serviço de Atendimento ao Consumidor:
0800-6458218

[BULA] ATROPINA 1% CALBOS LABORATÓRIO CALBOS LTDA.

Bovino  Caninos  Caprinos  Eqüinos  Felinos  Ovinos  Suíno

Fórmula:
Cada 100 mL contém: Gluconato de cálcio 20,00 g; Cloreto de magnésio (6H2O) 6,00 g; Dextrose 5,00 g.

Indicações:
Paresias, paralisias, tetanias de origem hipocalcêmica, antes, durante ou depois do parto e na fase de lactação(febre vitular, eclâmpsia, tetania de viagem, cãibra), tetania das pastagens, estados alérgicos, urticária, intoxicações, exantema, púrpura hemorrágica, hemoglobinúria, hemorragias, perturbações do metabolismo mineral, acetonúria.

Dosagem:
Eqüinos e bovinos adultos: 200 mL; Potros, bezerros, ovinos, suínos: 20 a 30 mL; Leitões: 2 a 4 mL.

Administração:
Via parenteral. Aplicar a metade da dose por via endovenosa lenta e a outra metade por via subcutânea, distribuída em vários pontos de aplicação.
Em animais jovens(potros, bezerros e leitões) recomenda-se a via intramuscular.
Nos suínos adultos, as vias intramuscular e endovenosa são contra-indicadas, sendo recomendada a via subcutânea.

Precauções:
Respeitadas as doses e espécies indicadas, não há contra-indicações.

Apresentação:
Frascos de 200 e 500 mL

Classe Terapêutica:
HIDRATAÇÃO, ESTIMULANTE E MEDICAÇÃO SUPORTE

Princípio(s) Ativo(s):
CLORETO DE MAGNÉSIO
DEXTROSE (DEXTROSE ANIDRA)
GLUCONATO DE CÁLCIO

Registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento:
8132

Responsável Técnico:
Dra. Dayane Vilela - CRMV: CRF-PR 20171

Serviço de Atendimento ao Consumidor:
0800-6458218

[BULA] CALFOZ LABORATÓRIO CALBOS LTDA.

VENCO SAÚDE ANIMAL

FÓRMULA:
Cada 100 mL contém:
Cloridrato de Cetamina 10 g
Veículo q.s.p. 100 mL

INDICAÇÕES:
Indicado na medicação pré-anestésica, contenção química, indução e manutenção de anestesia geral em associação a outros fármacos como benzodiazepínicos, Alfa-2 agonistas, fenotiazinas, opiódeis, propofol, éter gliceril guiacol e anestésicos inalatórios. Ketalex é indicado para uso em cães, gatos (Machos e fêmeas e equinos (machos).

POSOLOGIA:
Equinos: 0,02 a 0,04 mL/Kg, pela via endovenosa.
Cães: 0,02 a 0,10 mL /Kg, pela via endovenosa ou 0,10 a 0,20 mL/Kg pela via intramuscular.
Gatos: 0,02 a 0,08 mL/Kg pela via endovenosa ou 0,08 a 0,15 mL/Kg pela via intramuscular. Para prolongar o tempo anestésico pode-se re-administrar metade da dose utilizada na primeira administração.


REAÇÕES ADVERSAS:
No sistema cardiovascular a cetamina em altas doses pode deprimir diretamente o miocárdio. Em cães e gatos pode ocorrer sialorreia após a administração de cetamina. A cetamina também aumenta a pressão arterial. Pode causar nistagmo com dilatação das pupilas, vocalização, êmese, movimento involuntário dos membros, tremores musculares, aumento do tônus muscular, opistótono, convulsões e dispneia. A recuperação da anestesia pode ocorrer de forma súbita e acompanhada de excitação. Em equinos a complicação mais comum associada a anestesia intravenosa com agentes dissociativos é a excitação ou delírio na recuperação anestésica. Também pode ocorrer depressão da ventilação e apneia transitória. Doses repetidas de cetamina ou infusões contínuas podem resultar em uma recuperação prolonga, pelo aumento da fase de eliminação do fármaco.

CONTRAINDICAÇÕES:
É contraindicado para animais com histórico de convulsões, trauma cranioencefálico, glaucoma, insuficiência cardíaca descompensada, hipertensão arterial, insuficiência renal (especialmente em gatos) e insuficiência hepática (especialmente em cães). A cetamina é contraindicada em pacientes com conhecida hipersensibilidade à droga e aos componentes da fórmula.

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS:
O cloridrato de cetamina possui pH ácido, a fim de garantir sua estabilidade e solubilidade. Sua associação às soluções alcalinizantes resulta em instabilidade do produto e formação de precipitado.

SUPERDOSAGEM:
A cetamina oferece ampla margem de segurança, doses acidentais, maiores que as recomendadas, geralmente são seguidas de recuperação prolongada. A administração de uma dose excessiva de cetamina pode ser seguida por depressão respiratória e apneia.

APRESENTAÇÃO
Frascos-ampola contendo 10, 20 e 50 mL
Licenciado no Ministério da Agricultura sob nº 9.768 em 04/12/2013.
Venco Saúde Animal

[BULA] Ketalex

Postagens mais antigas
Página inicial

BULÁRIO VETERINÁRIO ONLINE