[bula] IMIZOL® INJETÁVEL

MERCK SHARP & DOHME SAÚDE ANIMAL LTDA

 Bovino  Caninos  Eqüinos

Fórmula:
Cada 100 mL contém:
Dipropionato de imidocarb ........................................... 12 g
Veículo q.s.p. .......................................................... 100 mL

Indicações:
Imizol” é indicado no tratamento profilático e curativo da babesiose (piroplasmose) em bovinos, eqüinos e cães e anaplasmose em bovinos, as quais são transmitidas por diferentes espécies de carrapatos e insetos ou operações mecânicas (vacinações, descornas, castrações, etc.)

“Imizol” pode também ser usado para controlar reações clínicas excessivas desencadeadas pelas vacinas sanguíneas de Babesia/Anaplasma. Nesses casos, devido ao seu mais curto período de incubação, os sintomas da babesiose aparecerão nos primeiros dias após o início da premunição e poderão ser controlados com a administração de 1,0 mL de “Imizol” para cada 100 kg de peso corporal.

Esta aplicação de “Imizol” retardará o período de incubação da anaplasmose, que poderá manifestar-se algumas semanas mais tarde. Caso esta manifestação apresente um quadro clínico excessivo, a dose a ser administrada deverá ser de 2,5 mL para cada 100 kg de peso corporal.



Quimioprofilaxia:
São as seguintes situações práticas em que o uso quimioprofilático de “Imizol” é recomendado:

1. Quando animais suscetíveis são introduzidos em áreas de conhecida incidência de babesiose, “Imizol” deve ser administrado, no momento da introdução ou no espaço máximo de 5 dias, na dosagem de 2,5 mL para cada 100 kg de peso corporal. Subsidiária da Schering-Plough Animal Health

2. Quando animais suscetíveis são introduzidos em áreas de conhecida incidência de anaplasmose, “Imizol” deve ser administrado, aos primeiros sinais de sintomas clínicos da doença, na dosagem de 2,5 mL para cada 100 kg de peso corporal.
Devido ao prolongado período de incubação da anaplasmose, a administração de “Imizol” antes do aparecimento da doença poderá ser prematura, impossibilitando o desenvolvimento da proteção após a agressão pelos carrapatos.

3. Em situações de infecções mistas ou de agente causal desconhecido, o esquema quimioprofilático descrito no item 1 poderá também ser seguido. Tal esquema propiciará uma eficiente proteção contra a babesiose, mas não necessariamente contra a anaplasmose, que poderá exigir uma segunda aplicação, a ser feita quando do aparecimento de sinais clínicos da doença.

“Imizol” não é uma vacina, portanto, nas condições de uso quimioprofilático descritas previamente, o estabelecimento da imunidade contra a babesiose e a anaplasmose dependerá da exposição dos animais aos agentes causais de ambas as doenças.

Por ser o carrapato o principal vetor, não se recomenda o uso de carrapaticidas nos animais tratados com “Imizol” até que uma alta infestação de carrapatos seja conseguida.

Administração: via subcutânea.

EQÜINOS
Dose: 1 mL para cada 50 kg de peso corporal.

O tratamento de Babesia equi ( Nuttallia ) poderá requerer 2 doses e intervalos de 24 horas.

Usando-se essa dosagem com fins profiláticos os animais estarão protegidos por um período de aproximadamente 4 semanas.

Administração: via intramuscular.

CANINOS

Quimioterapia
Dose: 0,5 mL/10kg de peso corporal.

Quimioprofilaxia
Dose: 0,2 mL/10 kg de peso corporal.

Administração: via subcutânea.



Atenção: não repetir o tratamento antes de transcorrido o prazo de 7 dias.




Dosagem:
Posologia:

BOVINOS

Quimioterapia:
Anaplasmose e infecções mistas (T.P.*) - Siga as intruções da tabela abaixo:

mL “Imizol”................Kg peso corporal................mL “Imizol”...............Kg de peso corporal
1..................................40.....................................9.................................360
2..................................80...................................10 ................................400
3................................120....................................11................................440
4................................160....................................12................................480
5................................200....................................13................................520
6................................240....................................14................................560
7................................280....................................15................................600
8................................320

* Tristeza parasitária

Atenção: No caso de babesiose confirmada laboratorialmente, a dose a ser utilizada é de apenas 1 mL para cada 100 kg de peso corporal. Em ambos os casos, não repetir o tratamento antes de transcorrido o prazo de 7 dias.

Quimioprofilaxia:
São as seguintes situações práticas em que o uso quimioprofilático de “Imizol” é recomendado:

1. Quando animais suscetíveis são introduzidos em áreas de conhecida incidência de babesiose, “Imizol” deve ser administrado, no momento da introdução ou no espaço máximo de 5 dias, na dosagem de 2,5 mL para cada 100 kg de peso corporal.

2. Quando animais suscetíveis são introduzidos em áreas de conhecida incidência de anaplasmose, “Imizol” deve ser administrado, aos primeiros sinais de sintomas clínicos da doença, na dosagem de 2,5 mL para cada 100 kg de peso corporal.
Devido ao prolongado período de incubação da anaplasmose, a administração de “Imizol” antes do aparecimento da doença poderá ser prematura, impossibilitando o desenvolvimento da proteção após a agressão pelos carrapatos.

3. Em situações de infecções mistas ou de agente causal desconhecido, o esquema quimioprofilático descrito no item 1 poderá também ser seguido. Tal esquema propiciará uma eficiente proteção contra a babesiose, mas não necessariamente contra a anaplasmose, que poderá exigir uma segunda aplicação, a ser feita quando do aparecimento de sinais clínicos da doença.

“Imizol” não é uma vacina, portanto, nas condições de uso quimioprofilático descritas previamente, o estabelecimento da imunidade contra a babesiose e a anaplasmose dependerá da exposição dos animais aos agentes causais de ambas as doenças.

Por ser o carrapato o principal vetor, não se recomenda o uso de carrapaticidas nos animais tratados com “Imizol” até que uma alta infestação de carrapatos seja conseguida.


EQÜINOS
Dose: 1 mL para cada 50 kg de peso corporal.

O tratamento de Babesia equi ( Nuttallia ) poderá requerer 2 doses e intervalos de 24 horas.

Usando-se essa dosagem com fins profiláticos os animais estarão protegidos por um período de aproximadamente 4 semanas.

Administração: via intramuscular.

CANINOS

Quimioterapia
Dose: 0,5 mL/10kg de peso corporal.

Quimioprofilaxia
Dose: 0,2 mL/10 kg de peso corporal.

Administração: via subcutânea.



Atenção: não repetir o tratamento antes de transcorrido o prazo de 7 dias.


Administração:
Bovinos
Administração: via subcutânea.

EQÜINOS
Administração: via intramuscular

CANINOS
Administração: via subcutânea.


Atenção: não repetir o tratamento antes de transcorrido o prazo de 7 dias.

Precauções:
Precauções e Antídoto
I. Não exceder a dosagem recomendada.

II. Bovinos, eqüinos e caninos podem apresentar brandos sintomas colinérgicos, como salivação, lacrimejamento e cólica passageira, após o tratamento com “Imizol”. Nestes casos, aplicar sulfato de atropina.

III. Animais tratados com inseticidas ou anti-helmínticos organofosforados não devem ser tratados simultaneamente com “Imizol.”

IV. Não administrar “Imizol” em fêmeas bovinas que estejam produzindo leite para o consumo humano.

V. Não aplicar a vacina sanguínea contra a anaplasmose e a babesiose até 28 dias após a administração de “Imizol”, pois a mesma interferirá no desenvolvimento da imunidade contra a babesiose.

Período de carência
Bovinos tratados com o produto somente deverão ser abatidos para consumo humano 28 dias após a sua última aplicação.

"Manter fo produto a temperatura entre 2C e 25C recomendando-se sempre que possível, o seu estoque em refreigerador".
"Venda sob prescrição e aplicação sob orientação do Médico Veterinário"

Apresentação:
Frasco-ampola de vidro âmbar contendo 1,2,4,5,15, 50, 100, 200 e 500 mL.

Classe Terapêutica:
ENDOPARASITICIDAS (ANTI-PARASITÁRIOS)

Princípio(s) Ativo(s):
IMIDOCARB

Registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento:
0939 de 07/081979

Responsável Técnico:
Leonardo B.R.Costa - CRMV: SP 15.790

Serviço de Atendimento ao Consumidor:
0800 70 70 512