[bula] RILEXINE 150 INJETÁVEL VIRBAC DO BRASIL INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA

Bovino  Caninos  Caprinos  Felinos  Ovinos  Suíno

Fórmula:
Cefalexina (monohidratada)....................15,0 g
Veículo.....q.s.p....................................100,0 mL

Indicações:
Tratamento de infecções causadas por microorganismos sensíveis à cefalexina, nas seguintes
espécies:
BOVINOS, OVINOS E CAPRINOS
Infecções respiratórias: Corynebacterium pyogenes, Pasteurella spp., E. coli, Salmonella spp.
Infecções gastrintestinais: E. coli, Proteus mirabilis, Salmonella spp., Pasteurella spp., Fusobacterium necrophorum, Clostridium spp., Shigella spp.
Infecções geniturinárias: Corynebacterium pyogenes, E. coli, Salmonella spp.
Infecções articulares e cutâneas: Corynebacterium pyogenes, Clostridium spp., Fusobacterium necrophorum, Streptococcus spp.
Infecções ósseas: Fusobacterium necrophorum.
Infecções oculares: Moraxella catarhallis.
Mastites com comprometimento sistêmico: Staphylococcus spp., Streptococcus spp., E. coli, Proteus mirabilis, Micrococcus spp., Actynomices spp., Salmonella spp., Corynebacterium pyogenes, Peptococcus spp.
SUÍNOS
Infecções respiratórias: Fusobacterium necrophorum, Pasteurella spp., Actinobacillus spp., Haemophillus spp.
Infecções gastrintestinais: Clostridium spp., Salmonella spp.
Infecções geniturinárias: Corynebacterium pyogenes, E. coli, Klebsiella spp.
Infecções articulares e cutâneas: Erysipelothrix spp., Staphylococcus spp., Streptococcus spp., E. coli, Corynebacterium pyogenes.
Mastites com comprometimento sistêmico: E. coli, Klebsiella spp., Staphylococcus spp., Streptococcus spp.,Actinomyces spp., Fusobacterium necrophorum.
CÃES
Infecções respiratórias: E. coli, Klebsiella spp., Pasteurella spp., Streptococcus spp., Actinomyces spp.
Infecções gastrintestinais: Clostridium spp., E. coli, Salmonella spp., Shigella spp.
Infecções geniturinárias: E. coli, Staphylococcus spp., Streptococcus spp., Proteus mirabilis, Klebsiella spp.,Corynebacterium pyogenes.
Infecções articulares e cutâneas: Staphylococcus spp., Streptococcus spp., Proteus mirabilis, E. coli, Pasteurella spp.
Infecções ósseas: Staphylococcus spp., Actinomyces spp., Pasteurella spp., Peptostreptococcus spp.
GATOS
Infecções respiratórias: Pasteurella spp.
Infecções gastrintestinais: Clostridium spp., E. coli, Salmonella spp., Shigella spp.
Infecções geniturinárias: Corynebacterium pyogenes, E. coli, Klebsiella spp., Proteus mirabilis, Staphylococcus spp., Streptococcus spp.

Dosagem:
Tratamento de infecções
Bovinos: 1 mL de produto para cada 15 a 20 kg de peso (7,5 a 10 mg de cefalexina/kg), a cada 12 ou 24 horas, durante 1 a 3 dias.
Ovinos, caprinos, suínos, cães e gatos: 1 mL de produto para cada 15 kg de peso (10 mg de cefalexina/kg), a cada 12 ou 24 horas, durante 1 a 3 dias.
Profilaxia cirúrgica em cães e gatos
Administrar 1 mL para cada 6 kg de peso, concomitante à medicação pré-anestésica, 8 horas após a cirurgia e 24 horas após a cirurgia.

Administração:
Agitar bem antes de usar.
Administrar a dose recomendada por via intramuscular, respeitando-se as condições habituais de assepsia.
Seguir sempre a recomendação do Médico Veterinário.

Contra-Indicações:
Não administrar o produto a animais com hipersensibilidade conhecida às cefalosporinas.
Utilizar com precaução em animais alérgicos às penicilinas.

Precauções:
De acordo com a dose administrada, a cefalexina pode produzir lesões de diferentes intensidades nos tubulos renais proximais.
Em caso de insuficiência renal, a administração da droga deve ser realizada com acompanhamento clínico.
Reações falso-positivas de glicosúria podem ocorrer durante a administração do medicamento.
Se gatos forem tratados por mais de 7 dias, deverá ser determinado o estado eritropoiético destes animais.
Superdoses podem ocasionar náuseas, vômitos, desajustes epigástricos, diarréia e hematúria. Em
cães e gatos observou-se a ocorrência de emese e posterior morte após a administração de uma dose maior do que 0,5 g/kg.
O uso prolongado de cefalexina pode originar um superpopulação de microorganismos resistentes.
Descartar os frascos vazios ou com restos de produto não utilizado de forma segura para o ambiente.

Período de Carência:
Para o consumo de carnes bovina, ovina e suína: 4 (quatro) dias após o último tratamento.
Para o consumo de leite: 96 horas após o último tratamento.

Apresentação:
Cartucho acompanhado por uma bula, contendo 1 frasco-ampola com 50, 100 e 250 mL.

Classe Terapêutica:
ANTIMICROBIANOS GERAIS; ANTIFÚNGICOS E ANTIPROTOZOÁRIOS (COCCIDIOS, FLAGELADOS)

Princípio(s) Ativo(s):
CEFALEXINA

Registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento:
8.281/2002

Responsável Técnico:
Fabiana Zerbini Jorge - CRMV: SP 14346

Serviço de Atendimento ao Consumidor:
0800136533
Nome

Anestésicos-Sedativos e Similares,41,Antimicrobianos-Antifúngicos-Antiprotozoários,585,Antinflamatórios-antipiréticos-anti-alérgicos-analgésicos,132,Antissépticos e Desinfetantes,80,Bayer,17,Bimeda,24,Bioctal,3,Biogénesis Bagó,30,Biovet,62,Boehringer Ingelheim,2,Bravet,13,Calbos,11,Castel,1,Centagro,1,Centralvet,7,Ceva,57,Champion,4,Chemitec,20,Clarion,5,Complexos,11,Concentrado Suplementar,27,Coveli,9,Dechra,65,Des-Far,28,Diagnóstico,23,Duprat,2,Ectoparasiticidas,311,Eficiência Alimentar,15,Endectocida,150,Endoparasiticidas,207,Eurofarma,7,EXCLUSÃO COMPETITIVA,2,Fatec,7,Hertape,32,Hidratação - Estimulante e Medicação de Suporte,52,Hipra,5,Hormônios e Similares,77,Ibasa,11,Ilender,2,Impextraco,2,Indubras,6,J.A,11,Jofadel,10,Konig,11,Labgard,2,Labovet,2,Labyes,7,Leivas Leite,3,Lema,2,M. Cassab,8,Merial,16,Metafilaxia,1,Microsules,2,MSD,105,Mundo Animal,9,Neurolítico,1,Norbrook,7,Novartis,14,Noxon,4,Oriente,3,Ourofino,76,Phibro,2,Prado,4,PROBIÓTICOS,13,Progado,1,Promotores de crescimento,6,Provets Simões,5,Sanphar,7,Santa Elena,1,Santa Marina,19,Sespo,12,Soros Hiperimunes,12,Tortuga,2,Trajetória,16,União Química,84,Uzinas,12,Vacinas,463,Vallée,20,Vansil,27,Venco,58,Vetanco,6,Vetecia,3,Vetnil,19,Vétoquinol,10,Vigor,3,Vilavet,4,Virbac,62,Vitafort,1,Vitalfarma,14,Zoetis,164,
ltr
item
Bulário Veterinário: [bula] RILEXINE 150 INJETÁVEL VIRBAC DO BRASIL INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA
[bula] RILEXINE 150 INJETÁVEL VIRBAC DO BRASIL INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA
Bulário Veterinário
https://www.bulario.vet.br/2016/06/bula-rilexine-150-injetavel-virbac-do.html
https://www.bulario.vet.br/
https://www.bulario.vet.br/
https://www.bulario.vet.br/2016/06/bula-rilexine-150-injetavel-virbac-do.html
true
6321988212031425367
UTF-8
Loaded All Posts Not found any posts VIEW ALL Ver mais Reply Cancel reply Delete By Home PAGES POSTS View All RECOMMENDED FOR YOU LABEL ARCHIVE Pesquisar ALL POSTS Not found any post match with your request Voltar Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS PREMIUM CONTENT IS LOCKED STEP 1: Share to a social network STEP 2: Click the link on your social network Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy Table of Content