[bula] Sau Rap

Vacina contra Rinite Atrófica dos Suínos e Pasteurelose Suína


LABORATÓRIOS VENCOFARMA DO BRASIL LTDA.


 Suíno

Fórmula:

COMPOSIÇÃO

É uma suspensão de bacterina de Bordetella bronchiseptica, Pasteurella multocida A e D e de toxoide de Pasteurella multocida D, inativados pelo formol e calor e adsorvidos pelo gel de hidróxido de alumínio.

Indicações:

INDICAÇÕES
Esta vacina é indicada para a prevenção da Rinite Atrófica e Pasteurelose Suína, através da vacinação de matrizes e marrãs.
Dosagem:

MODO DE USAR
A dose é de 2 mL em suínos, via intramuscular atrás da orelha, independente de raça ou idade.
Marrãs ou primovacinação: 2 doses com 21 dias de intervalo entre elas. Aos 70 e aos 90 dias de gestação.
Porcas: 1 dose entre os 90 e 100 dias de gestação.
Agitar vigorosamente o frasco antes do uso e aplicar imediatamente em local previamente desinfetado. Aspirar o conteúdo e injetar no animal.
Esta vacina é preventiva e não curativa. A vacinação não protege contra infecções já existentes, pois é necessário um prazo de 21 dias após a administração da última dose para a formação da imunidade.
Todas as precauções devem ser tomadas para prevenir a contaminação da vacina.

Administração:

MODO DE USAR
A dose é de 2 mL em suínos, via intramuscular atrás da orelha, independente de raça ou idade.
Marrãs ou primovacinação: 2 doses com 21 dias de intervalo entre elas. Aos 70 e aos 90 dias de gestação.
Porcas: 1 dose entre os 90 e 100 dias de gestação.
Agitar vigorosamente o frasco antes do uso e aplicar imediatamente em local previamente desinfetado. Aspirar o conteúdo e injetar no animal.
Esta vacina é preventiva e não curativa. A vacinação não protege contra infecções já existentes, pois é necessário um prazo de 21 dias após a administração da última dose para a formação da imunidade.
Todas as precauções devem ser tomadas para prevenir a contaminação da vacina.

Precauções:

PRECAUÇÕES DE USO
Vacinar somente animais sadios. Conservar à temperatura de  2 ºC a 8 ºC  até o momento de uso. Não congelar. A preparação da vacina deve ser feita com agulhas e seringas esterilizadas somente pelo calor úmido, nunca com agentes químicos. O uso de qualquer produto biológico pode produzir reações anafiláticas. Neste caso, administrar o sulfato de epinefrina ou de atropina. Não utilizar vacinas que tenham a data de validade vencida. Os frascos vazios devem ser incinerados após o uso. A vacinação de animais enfermos, subnutridos, com alta carga parasitária ou submetidos às condições de estresse, poderá comprometer o estabelecimento de uma imunidade sólida e duradoura. O uso concomitante, ou em dias que antecedem e sucedem a vacinação, com substâncias antimicrobianas ou anti-inflamatórias poderá interferir no desenvolvimento e manutenção da resposta imune após a vacinação. Embora tenha se mostrado eficiente nos testes de campos existem animais que são incapazes de desenvolver ou manter uma resposta imunológica adequada.
Apresentação:
Frascos plásticos de 50 mL contendo 25 doses cada.

Classe Terapêutica:
VACINAS, CORANTES E DILUENTES (BIOLÓGICOS)

Princípio(s) Ativo(s):
VAC. PASTEURELOSE
VAC. RINITE ATRÓFICA

Registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento:
8.596/2003

Responsável Técnico:
Dr. Jorge Chiromatzo Júnior - CRMV: 1.850

Serviço de Atendimento ao Consumidor:
0800 437997
Página inicial

BULÁRIO VETERINÁRIO ONLINE