[bula] Supravac LCH

Vacina Inativada contra Rinotraqueíte Infecciosa Bovina, Diarreia Viral Bovina Tipo 1 e 2, Campilobacteriose, Histofilose e Leptospiroses Bovinas


LABORATÓRIOS VENCOFARMA DO BRASIL LTDA.


 Bovino

Fórmula:

COMPOSIÇÃO

É um produto composto de suspensão líquida contendo vírus inativados por betapropiolactona de IBR-Rinotraqueíte Infecciosa Bovina, BVD-Diarreia Viral Bovina Tipos 1 e 2, obtidos em cultivo celular e bacterinas de Leptospira pomona, L. hardjo, L. canicola, L. icterohaemorrhagiae, L. grippotyphosa, L. wolffii, Campylobacter foetus venerealis var. venerealis e var. intermedius e de Haemophillus somnus mortos pelo formol e calor e adsorvidos pelo gel de hidróxido de alumínio.

Indicações:


INDICAÇÃO
Na profilaxia das enfermidades reprodutivas bovinas causados pelos vírus IBR (Rinotraqueíte Infecciosa Bovina), BVD (Diarreia Viral Bovina), e pelas bactérias Haemophilus somnus, Leptospira pomona, L. canicola, L. icterohaemorrhagiae, L. hardjo, L. wolffii, L. grippotyphosa, Campylobacter foetus venerealis var. venerealis e var. intermedius.

Dosagem:

DOSE E MODO DE USAR
Dose: 5 mL via subcutânea.
Em animais primovacinados (animais não vacinados anteriormente): fazer uma dose e repetir após 30 dias. Revacinar semestralmente com uma dose.
Bezerros: fazer a primeira dose aos 6 meses, repetir a dose após 30 dias. Revacinar semestralmente com uma dose.
Animais em idade reprodutiva:
· Machos e fêmeas já vacinados anteriormente devem receber uma dose 30 a 60 dias antes da estação de monta.
· Machos e fêmeas não vacinados anteriormente devem receber uma
dose 60 dias antes da estação de monta e um reforço 30 dias antes da estação de monta.

Administração:

DOSE E MODO DE USAR
Dose: 5 mL via subcutânea.
Em animais primovacinados (animais não vacinados anteriormente): fazer uma dose e repetir após 30 dias. Revacinar semestralmente com uma dose.
Bezerros: fazer a primeira dose aos 6 meses, repetir a dose após 30 dias. Revacinar semestralmente com uma dose.
Animais em idade reprodutiva:
· Machos e fêmeas já vacinados anteriormente devem receber uma dose 30 a 60 dias antes da estação de monta.
· Machos e fêmeas não vacinados anteriormente devem receber uma
dose 60 dias antes da estação de monta e um reforço 30 dias antes da estação de monta.

Precauções:

CUIDADOS QUE DEVEM SE OBSERVADOS
Recomenda-se, para um melhor controle da sanidade do rebanho, testes diagnósticos para determinar quais agentes podem estar acometendo o rebanho quando houver desordens reprodutivas. Não vacinar animais doentes e debilitados. A vacinação de animais enfermos, subnutridos, com alta carga parasitária ou sob condições de estresse comprometem o desenvolvimento de uma resposta imunológica sólida e duradoura. Conservar a vacina na temperatura de 2 °C a 8 °C, até o momento da aplicação. Não congele o produto. Verificar o prazo de validade do produto. Agitar vigorosamente o frasco antes e durante a aplicação da vacina. Desinfetar o local da aplicação da vacina e usar agulhas e seringas estéreis.
O uso concomitante (ou nos dias que antecedem e sucedem a vacinação) com substâncias antimicrobianas e anti-inflamatórias poderá interferir no desenvolvimento e manutenção da resposta imune após a vacinação. Em caso de choque anafilático, usar epinefrina ou equivalente. Recomenda-se que a vacinação seja efetuada após a comprovação laboratorial do complexo viral das enfermidades no rebanho. Venda sob prescrição e uso sob orientação do Médico Veterinário.
Apresentação:

APRESENTAÇÃO
Frasco ampola de 50 mL.
Classe Terapêutica:
VACINAS, CORANTES E DILUENTES (BIOLÓGICOS)

Princípio(s) Ativo(s):
VAC. RINOTRAQUEÍTE INFECCIOSA BOVINA
VAC. DIARRÉIA VIRAL BOVINA
VAC. CAMPILOBACTERIOSE
VAC. LEPTOSPIROSE CANINA, BOVINA E SUÍNA
VAC. HEMOFILOSE BOVINA

Registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento:
8.626/2003

Responsável Técnico:
Dr. Jorge Chiromatzo Júnior - CRMV: 1.850

Serviço de Atendimento ao Consumidor:
0800 437997