[bula] TABIC M.B.

PHIBRO SAÚDE ANIMAL INTERNACIONAL LTDA

 Aves

Fórmula:

Vírus da doença de Gumboro, cepa M.B. com título mínimo de 102,0 DIOE50/dose.


Tipo de Produto
Vacina viva em tabletes efervescentes contra a Doença de Gumboro Cepa M.B. – Intermediária.

Indicações:

A vacina é indicada para a prevenção da Doença de Gumboro em frangos de corte, galinhas reprodutoras e galinhas poedeiras comerciais.


Propriedades
A vacina contém o vírus vivo atenuado da Doença de Gumboro propagado em ovos embrionados SPF. O vírus atenuado foi primeiro liofilizado e então tabletado e embalado em blisters.A cepa M.B. é uma cepa intermediária e indicada para o uso em áreas com prevalência da Doença de Gumboro para imunização de aves mesmo na presença de um alto nível de anticorpos maternais.

Dosagem:

Vide administração.

Administração:


Pressione o blister para liberar o tablete na água limpa, fresca e não clorada. Certifique-se de que o tablete é totalmente dissolvido enquanto o gás é liberado. Espere 1 a 2 minutos até a completa dissolução e então misture cuidadosamente para garantir uma dispersão homogênea da vacina.


Administração via água de bebida
Recomenda-se reconstituir uma quantidade adequada de tabletes para vacinação em 1/5 do volume adicional de água de bebida. A quantidade exata de água depende da idade das aves, espécie e condições climáticas. Recomenda-se interromper o suprimento de água 1 e 2 horas antes da vacinação para provocar sede nas aves. Não iniciar o suprimento de água novamente até que toda a vacina seja consumida. O volume de água contendo a vacina deve ser consumido em 2 a 3 horas. Para neutralizar o cloro da água, utilize um neutralizados comercial, ou adicione 50ml de leite desnatado ou 5 gramas de leite em pó para cada 1 litro de água. Após dissolver o leite espere 5 minutos, e então adicione a vacina.Sistemas nipple de água de bebida devem ser limpos alguns dias antes da vacinação com vinagre (concentração final de 0,5 a 0,8%), ou com ácido cítrico (200 a 300g/1000 litros).


Administração via ocular
O tablete deve ser dissolvido em água limpa, fresca e não clorada, 1.000 doses de vacina em 30-50ml de água (a quantidade exata de água depende do tipo de gotejador a ser utilizado). Segure a ave com uma das mãos e pingue 1 gota da vacina em um olho. Certifique-se de que a vacina foi absorvida antes de soltar a ave. A dosagem é 1 dose/ave. Para melhores resultados, as aves devem ser vacinadas aos 10-12 dias de idade. Em frangos de corte uma única vacinação confere boa proteção durante todo o período de crescimento.

Precauções:

As aves a serem vacinadas devem estar com boa saúde e livre de estresse como superlotação, exposição excessiva ao calor ou frio, má nutrição, etc. Não expor a vacina ao ar, luz solar, calor, desinfetantes e detergentes, pois vacinas vivas são sensíveis a estes agentes. Certificar-se da dosagem adequada. Não utilizar tabletes onde o blister estiver aberto. Abrir blisters e reconstituir a vacina para ser utilizada imediatamente.  Não guardar vacina não utilizada para uso em outro dia. Interromper qualquer tratamento ou desinfecção da água de bebida 24 horas antes da vacinação. Certificar-se de que já bebedouros suficientes para que todas as aves tenham acesso à água ao mesmo tempo. Água e bebedouros devem estar limpos e sem traços de desinfetantes. Não aquecer a água contendo a vacina. Manter fora do alcance de crianças e animais domésticos.


Contraindicações: Não há contraindicações se a vacina for administrada de acordo com as instruções de uso.

Apresentação:

Cartucho contendo 1 ou 2 blisters com 10 tabletes de 1.000, 2.000 ou 5.000 doses cada.


Validade: 24 (vinte e quatro) meses a partir da data de fabricação.
Conservar à temperatura entre 2ºC e 8ºC. NÃO CONGELAR.
VENDA SOB PRESCRIÇÃO E APLICAÇÃO SOB ORIENTAÇÃO DO MÉDICO VETERINÁRIO

Classe Terapêutica:
VACINAS, CORANTES E DILUENTES (BIOLÓGICOS)

Princípio(s) Ativo(s):
VAC. DOENÇA DE GUMBORO (VER DOENÇA INFECCIOSA DA BURSA DE FABRÍCIUS)

Registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento:
9.271/2007 em 2 de fevereiro de 2007

Responsável Técnico:
Cesar Azevedo Lopes - CRMV: SP 1781

Serviço de Atendimento ao Consumidor:
0800 722 8011
Página inicial

BULÁRIO VETERINÁRIO ONLINE