[bula] COLOSSO AVICULTURA OUROFINO SAÚDE ANIMAL LTDA.

Aves

Fórmula:

Cada 100 mL contém:
Cipermetrina.........................................................    15,0 g
Clorpirifós............................................................     25,0 g
Butóxido de Piperonila .............................................     15,0 g
Veículo q.s.p. .......................................................    100,0mL

Indicações:

COLOSSO AVICULTURA é indicado para o combate e controle de infestações ambientais por Alphitobius diaperinus (cascudinho) e Dermanyssus gallinae (piolho de galinha) em instalações avícolas destinadas à produção de aves de corte e de postura.

Tendo em vista que o cascudinho atua na transmissão do vírus da doença de Gumboro, enterobactérias como Proteus vulgaris, Enterobacter spp, Klebsiella pneumoniae, Escherichia coli, Salmonella e protozoário Eimeria sp (causador da coccidiose intestinal), tem-se que o uso de COLOSSO AVICULTURA auxilia na prevenção destas enfermidades. Já o parasitismo por D. gallinae deixa as aves debilitadas e é responsável por desencadear quadros anêmicos, desenvolvimento tardio e redução na produção de ovos, além de ser um possível transmissor de Salmonella spp., P. multocida, Chlamydia spp., Listeria monocytogenes, leucose aviária e doença de Newcastle. Assim, COLOSSO AVICULTURA também atua indiretamente na prevenção destas complicações.

Dosagem:

Diluir o produto na proporção de 1:400, ou seja, 1 L do produto em 400 L de água. Após a diluição, a calda deve ser pulverizada por todo o aviário na dosagem de 1 L de calda para cada 1,2 m2. Assim, em um aviário de 1.200 m2 de área serão necessários 1.000 L de calda contendo COLOSSO AVICULTURA. Desta forma, 2,5 L de COLOSSO AVICULTURA são suficientes para a pulverização de um aviário com 1.200 m2. O produto deve ser diluído em água limpa obedecendo à dosagem indicada e a utilização da calda deve ocorrer logo em seguida da diluição do produto.
Após misturar até a completa homogeneização da calda, pulverizar toda a área de alojamento das aves, incluindo paredes, pilares, vigas, travessas, tesouras, muretas, beirais, caixas de ração, cortinas e ninhos. Quando a cama for reutilizada, deve-se abrir a cama para possibilitar a pulverização do piso do aviário.
Administração:
COLOSSO AVICULTURA deve ser administrado via pulverização nas instalações avícolas destinadas à criação de frangos de corte e postura, sem a presença das aves no momento da administração. Após a retirada das aves, o aviário deve ser submetido aos procedimentos usuais de limpeza e desinfecção previamente à aplicação do produto.

Precauções:

Contraindicações:

Não pulverizar os aviários com aves alojadas.

Interações medicamentosas:

A atividade inseticida dos piretróides pode ser aumentada com a adição de algumas substâncias que, embora não tenham ação inseticida, competem com os piretróides pela mesma via metabólica, potencializando seus efeitos tóxicos. Assim, a associação destes com sinergistas, como é o caso do Butóxido de Piperonila, potencializa seus efeitos antiparasitários assim como pode maximizar sua toxidade.
A associação da cipermetrina com organofosforados também promove um efeito sinérgico. Nesta associação, não apenas o efeito da cipermetrina é prolongado, como sua toxicidade é aumentada, se comparada com a toxicidade da cipermetrina isolada.
A presença de outros compostos químicos pode alterar a toxicidade dos organofosforados. Dentre estes compostos, há as drogas que possuem propriedades bloqueadoras neuromusculares e as que competem com os organofosforados por estearases-alvo.
Interações farmacológicas com os organofosforados podem ocorrer também com fármacos que ativam receptores colinérgicos, relaxantes musculares periféricos e organoclorados. Alguns antimicrobianos como os aminoglicosídeos, polipeptídios, clindamicina e lincomicina podem ter efeitos bloqueadores neuromusculares.

Reações Adversas:

Não são esperadas reações adversas nas aves alojadas em instalações após o uso do COLOSSO AVICULTURA dentro da posologia recomendada, entretanto reações de sensibilidade individual podem eventualmente ocorrer. Nos estudos realizados para a comprovação de eficácia e segurança do COLOSSO AVICULTURA, não foram observadas reações adversas.


Precauções:

O produto deve ser diluído em água limpa obedecendo à dosagem indicada, para posterior uso em pulverizações. Obedecer às dosagens recomendadas. Manter as instalações sem a presença de aves por no mínimo 02 dias após a aplicação do produto.
Somente o médico veterinário está apto a fazer alterações nas dosagens do produto.
Tendo em vista a grande habilidade dos insetos e ácaros em se adaptarem as diferentes agentes de controle, para elaboração de programas de controle parasitário, deve-se ter conhecimento das espécies de ectoparasitas envolvidas, assim como de sua biologia e comportamento, de modo a possibilitar a definição da melhor estratégia terapêutica.
Desde o início da diluição do produto até a aplicação, o aplicador deverá estar protegido com roupas, luvas e máscara e a aplicação deverá ser sempre a favor do vento.
Após a aplicação do produto, remover as luvas e lavar bem as mãos. Tomar banho imediatamente após o término da aplicação. Não utilizar produto com prazo de validade vencido.
Não guardar ou aplicar junto de alimentos, bebidas, medicamentos, produtos de higiene ou domésticos. Não comer, beber ou fumar durante o manuseio do produto. O contato com a pele, olhos e a boca deve ser evitado.
Não utilizar equipamento com vazamento e não desentupir bicos, orifícios e válvulas com a boca.
Descartar as embalagens vazias e restos de produto de forma adequada, seguindo a regulamentação nacional vigente, bem como limpar os equipamentos ou recipientes usados de forma segura, evitando a contaminação do meio ambiente.

Período de carência:

ATENÇÃO: OBEDECER AOS SEGUINTES PERÍODOS DE CARÊNCIA
AVES (Gallus gallus domesticus/FRANGO DE CORTE E POSTURA)
ABATE E OVOS: O PRODUTO NÃO REQUER PERÍODO DE CARÊNCIA PARA O ABATE DE AVES OU PARA O CONSUMO DE OVOS DE AVES ALOJADAS EM INSTALAÇÕES QUE RECEBERAM O PRODUTO.

A UTILIZAÇÃO DO PRODUTO EM CONDIÇÕES DIFERENTES DAS INDICADAS NESTA BULA PODE CAUSAR A PRESENÇA DE RESÍDUOS ACIMA DOS LIMITES APROVADOS, TORNANDO O ALIMENTO DE ORIGEM ANIMAL IMPRÓPRIO PARA O CONSUMO.


Informações para uso médico

Cipermetrina e butóxido de piperonila: não possuem antídoto específico (tratamento sintomático).
Clorpirifós: antídoto - sulfato de atropina e reativadores da colinesterase.

CUIDADO VENENO

Venda sob prescrição e aplicação sob orientação do médico veterinário

Conservar o produto na sua embalagem original, em local seco e fresco, entre 15 ºC e 30 ºC, ao abrigo da luz solar direta e fora do alcance de crianças e animais domésticos. Após aberto, consumir o produto em até 06 meses, mantendo-o em condições adequadas de higiene e armazenamento.

Apresentação:


Frasco plástico contendo de 25 mL, 100 mL, 250 mL e 1 L.
Classe Terapêutica:
ECTOPARASITICIDAS (ANTI-PARASITÁRIOS)

Princípio(s) Ativo(s):
CIPERMETRINA
CLORPIRIFÓS
PIPERONILA

Registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento:
10.111 EM 30/07/15

Responsável Técnico:
Dra. Sandra Barioni Toma - CRMV: 14.817

Serviço de Atendimento ao Consumidor:
0800 9412000
Página inicial

BULÁRIO VETERINÁRIO ONLINE